ESTÁDIO NILTON SANTOS – MEMÓRIA

A arquitetura, como a escultura, é objeto que não foi feito para ficar só sobre o pedestal, mas sim propiciar “surpresas”, envolver o visitante-espectador. A inversão das escalas volumétricas, com elegância e leveza, permite-nos uma solução mais abstrata. A harmonização de sua implantação como fator determinante do partido evidencia a requalificação desta paisagem. Evitando a escala inadequada dos grandes muros, o que é comum em edificação desta natureza, preferimos controlar os acessos por meio de desníveis e rampas e ainda preservar as belas visuais do grande lago no entorno imediato. Desta forma, as áreas de circulação com o paisagismo adequado se tornaram lugares de agradável estar. O resultado final é, então, o grande anel iluminado e solto na paisagem que, de forma sutil, marca a grande arena